Saber Mulher

Doenças e Sintomas de A a Z

:: Fogachos

Ondas de calor (mais conhecidas por fogachos) estão entre os principais sintomas das fases próximas da menopausa, afetando aproximadamente oito em cada dez mulheres. Para a maioria das mulheres, a menopausa natural ocorre ao redor dos 50 anos, mas já a partir dos 45 anos os ciclos menstruais e a ovulação tornam-se progressivamente irregulares, até que cessam por completo. A intensidade dos sintomas e sinais, o momento em que aparecem ou desaparecem variam muito. A queixa mais frequente nessa fase refere-se aos fogachos, comumente descritos como uma sensação de intenso calor com suores e aumento da freqüência cardíaca que pode durar de dois a trinta minutos em cada ocorrência. Sem tratamento, a maioria das mulheres tem calores por mais de um ano, às vezes por mais de cinco anos. Além do calor, a mulher pode suar muito. A pele, especialmente na cabeça e no pescoço, torna-se quente e vermelha. É comum surgirem perturbações intensas do sono quando os calores e suores acontecem à noite.

Por que aparece
Apesar de não terem uma causa bem definida, sem dúvida os calores relacionam-se à deficiência de estrogênio, já que os sintomas melhoram com a terapia de reposição hormonal. Outro exemplo que mostra a influência do estrogênio: mulheres jovens que sofreram retirada cirúrgica de ovários (e por isso produzem baixos níveis de estrogênio) costumam sentir ondas de calor ainda mais intensas do que mulheres na menopausa, e que podem persistir até a idade em que a menopausa chegaria naturalmente.

Diagnóstico
Em geral, o médico chega ao diagnóstico depois de um exame físico, do estudo do histórico de saúde da paciente e de sua descrição sobre os calores. No caso de não haver certeza sobre a origem das queixas, o médico poderá solicitar exames de sangue para verificar os níveis hormonais e outras possíveis causas (infecção, por exemplo) para os calores.

Riscos
Fogacho é um sintoma e não uma doença. Mas acaba prejudicando muito a qualidade de vida da mulher. Pode trazer insônia, depressão, má concentração, além de outros sintomas físicos.

Tratamento
Uma das principais opções é a reposição de hormônios através da terapia hormonal. Existem várias modalidades de tratamento envolvendo a terapia hormonal e o ginecologista, especialista que atua nesse campo, poderá indicar a melhor opção, já que é um tratamento que precisa ser individualizado e prescrito apenas se não existirem contraindicações. Uma vez adotada, a terapia hormonal exige que a mulher retorne para consulta para avaliações, no prazo determinado por seu médico. Se a reposição hormonal não for indicada, o médico poderá recomendar outras formas, com medicamentos ou comportamentais, para reduzir os sintomas dos fogachos.

Quando procurar o médico
A ocorrência repetida de sensações de calores precisa ser avaliada pelo médico.

Prevenção
Não há formas de evitar o aparecimento de fogachos. A repetição deles é que pode ser prevenida com as indicações médicas.

Voltar

Notícias

31/01/2011

Cuidando do coração

Ações hoje podem ajudar a prevenir ou minimizar os efeitos de um problema...

 

28/01/2011

Dá prá confiar na pílula?

A pílula tem sido usada com segurança desde a década de 60 e é uma das formas mais...

 

24/01/2011

Excessos ao sol

Exageros durante a exposição solar pode causar danos irreparáveis à pele. O verão é a...

 

mais notícias +

 

 

Conheça seu corpo

Veja imagens do seu organismo e saiba como ele funciona.

Convide uma amiga

Chame suas amigas para conhecer o Saber Mulher!